Geração vai e geração vem; levanta-se o sol, e põe-se o sol vento vai..., e faz o seu giro, volve-se e revolve-se, o que se foi, e o que há de ser; e o que se fez... haverá memória.

(adaptação de Eclesiastes 1)

 
 

A Escola Presbiteriana Erasmo Braga é uma entidade de confissão evangélica mantida pela Igreja Presbiteriana do Brasil. Foi fundada em 06 de abril de 1939 por missionários de Missão Leste do Brasil que não mediam esforços para levar avante o trabalho de ensino pioneiro diante de tantas dificuldades daquela época.

Os primeiros professores foram Acácio Arruda e Áurea Batista Brianez. Iniciaram um trabalho pedagógico com duas turmas compostas por sessenta alunos. Locomoviam-se da missão cauiás até a cidade de charrete, sempre empenhados em desenvolver um ensino pautado nos princípios cristãos. Em 1942, a professora Erondy Pereira dos Santos passou a ministrar aulas para as turmas e ensinar-lhes trabalhos manuais. Anualmente era feita uma exposição e os alunos vendiam os trabalhos que faziam durante o ano.

Em 1947, um grupo de senhoras americanas, tomaram conhecimento que em Dourados os alunos chegavam atrasados na escola porque as pessoas não possuíam relógios e orientavam-se pelo sol, resolveram presentear com um sino em memória do jovem Earl Carr Gragg, falecido num incêndio em 1946 em Savannan Estados Unidos. O sino por muitos anos servia com o seu badalar para orientar a população a acertar os seus relógios.

Até 1961, a escola funcionou anexo a Igreja Presbiteriana de Dourados, na esquina da AV. Marcelino Pires com Hayel Bom Facker. Nesta ano a escola foi transferida para a Rua João Roa Góes, 703 , em novo prédio, moderno, amplo e adequado, cuja arquiteta foi D. Helena Doweing e o engenheiro John Sydenstricker.

A filosofia da escola visa a formação integral do aluno em ambiente saudável onde os valores morais são cultivados. Tem como alvo desenvolver nos alunos o exercício de seus direitos e deveres e integrá-los nesse mundo tecnologicamente competitivo sem prejuízo da formação ética, cristã e moral.

O seu fazer pedagógico inclui vários projetos, que levam o aluno a aprender a fazer, aprender a ser e aprender a conviver. Estes projetos pedagógicos são elaborados, desenvolvidos e avaliados por profissionais comprometidos com o saber, a pesquisa, com a ação e reflexão e acima de tudo com Deus, onde prevalece o amor ao próximo. Recebe este nome em homenagem, ao grande educador cristão, Professor Erasmo Braga.

A Escola Presbiteriana Erasmo Braga permanece presente na memória e no dia-a dia dos douradenses, pois formou e continua formando cidadãos capazes de fazer um mundo melhor onde haja amor a Deus sobretudo.